Deixe seu recado aqui:

segunda-feira, 23 de maio de 2011

"O ANTICRISTO"

Os Passos do Anticristo  
"E fez que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, lhes fosse posto um sinal na mão direita, ou na fronte, para que ninguém pudesse comprar ou vender, senão aquele que tivesse o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis." Ap 13. 16-18

Não duvidamos destas imagens, pois como "disse Jesus: o ladrão vem somente para roubar, matar e destruir..." Jo 10.10

O mundo ainda está perplexo com o que ocorreu no dia 11/09 no EUA e creio que esta data tão cedo não sairá da mente das pessoas e nem tão pouco deixará de fazer parte da história da humanidade.

O terrorismo é uma das piores armas que satanás poderia ter inventado para aniquilar e prejudicar vidas inocentes neste mundo.

Pessoalmente creio que tudo isto que tem acontecido são os primeiros passos do Anticristo neste mundo.

Ele já está neste mundo apenas aguardando a autorização de Deus para se manisfestar e seu espírito já pode ser sentido e visto, não de hoje mas já há muito tempo.

Grandes governantes no passado que fizeram verdadeiras atrocidades na humanidade, como Hitler, possuíram este espírito que deseja controlar o mundo.

Os primeiros passos do Anticristo já podem ser vistos no meio do povo e são a indiferença a Deus, a falta de temor, a zombaria, a idolatria, o paganismo, a nova era, a adoração ao próprio corpo, a preocupação apenas com o terreno, a apostasia de muitas igrejas e seus membros, a frieza espiritual, entre outros.

O que está para acontecer neste mundo será algo tão tremendo que a Terra não suportará uma segunda vez, por isso Jesus disse que viria uma tribulação da qual o mundo nunca viu e jamais verá de novo.

E no horizonte do tempo, pouco antes desta Grande tribulação o Anticristo fará sua estréia de domínio mundial.

Seu primeiro passo hoje será caracterizar uma falta de governo mundial.

O segundo passo mostrar a fraqueza econômica de nosso mundo.

O terceiro passo implantar seu governo.

O quarto passo fazer uma aliança com Israel e cessar as guerras no Oriente Médio.

O quinto passo marcar os moradores da Terra com sua própria marca.

O sexto passo destruir tudo que lembrar a Deus e seu filho Jesus.

O sétimo exterminar com todos os cristãos que ficaram após o arrebatamento.

Creio que além destes passos algo que já pode ser visto hoje irá chegar ao clímax nos dias do Anticristo e este é o ódio contra Deus, seu Filho Jesus e tudo relacionado a Ele.

Você vê isto nos filmes, está na televisão, nas músicas, nos protestos, nos jornais, existe um ódio tão grande que as seitas voltadas a adoração de Satanás crescem a cada dia.

As pessoas estão afastadas de Deus, com ódio em seus corações, não se importando nem um pouco com seus semelhantes.

Este é o espírito que irá culminar na época do Anticristo quando ele aparecer com um olhar demoníaco que irá cativar bilhões de pessoas.

A você meu irmão, digo: "Olhai para cima pois a nossa redenção está próxima" e a você meu amigo, a oportunidade é hoje, não amanhã, não ontem, mas agora, Deus te dá uma oportunidade.

Aceite a Cristo como Salvador.

Ou é Jesus Cristo hoje ou o Anticristo amanhã!

A decisão é sua!

Deus te abençoe!

"TRIBULAÇÃO"


A verdade sobre a tribulação 
Quase todo mundo já passou por tempos turbulentos e traumáticos, durante os quais experimentou muita incerteza ou talvez até grande dor e tristeza. Estes tempos geralmente são períodos de crise individual, familiar ou mesmo nacional, em que todo recurso pessoal, físico e emocional é utilizado para superar os problemas. Angústia, tristeza, perseguição, tragédia, catástrofe, fome, guerra e incertezas são dinâmicas muito reais no dia-a-dia e nas notícias. Mas, segundo a Bíblia, haverá um tempo futuro de angústia ainda maior conhecido como "Tribulação". Essa era virá depois do Arrebatamento da Igreja e será o pior período de sofrimento que o mundo já experimentou. Ela será o maior "choque do futuro".

Os especuladores econômicos de Wall Street geralmente são divididos em otimistas e pessimistas (chamados de "touros" e "ursos"), conforme sua "interpretação" dos indicadores e das tendências econômicas. Da mesma forma, intérpretes da Bíblia podem ler suas passagens proféticas e entender grande parte do plano de Deus para o futuro. A diferença é que, através do estudo da profecia com cuidado e oração, a maior parte da especulação pode ser eliminada. Ao contrário dos mercados futuros, o plano de Deus é claro e certo. Acreditar no Arrebatamento implica que os crentes devem ser pessimistas e apáticos? Evidentemente que não! Devemos ser realistas e vigilantes. Somos realistas com relação ao futuro e esperamos a vinda do Senhor Jesus Cristo para Sua Igreja. Mas também reconhecemos que depois do Arrebatamento haverá um tempo de intensa Tribulação mundial.

A Bíblia fala mais sobre esses sete anos do que sobre qualquer outro período de tempo profético. Durante esses sete anos, o Anticristo surgirá, haverá perseguição aos novos crentes e ao povo judeu, e a grande batalha de Armagedom e a Segunda Vinda de Cristo acontecerão.

O Novo Testamento nos ensina que a atual era da Igreja também incluirá provações e tribulações. Jesus disse: "No mundo passais por aflições; mas tende bom ânimo, eu venci o mundo" (João 16.33). O apóstolo Paulo advertiu: "Ora, todos quantos querem viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos" (2 Timóteo 3.12). Mas a perseguição do mundo contra a Igreja nesta era não é a ira de Deus. A tribulação futura será um tempo de castigo de Deus sobre o mundo que rejeitou a Cristo - um tempo do qual a Igreja será livrada como o nosso Senhor prometeu (Apocalipse 3.10; 1 Tessalonicenses 1.10; 5.9). Os crentes podem viver diariamente com a certeza de que a história humana terminará com Jesus Cristo como o Vencedor. O futuro é certo. Mas Jesus disse aos Seus discípulos que antes da vitória final "haverá Grande Tribulação, como desde o princípio do mundo até agora não tem havido, e nem haverá jamais" (Mateus 24.21). Na sua intensidade e agonia, essa época será infeliz e indesejável. Mas foi previsto que ela vai acontecer e está descrito como ela será. A Bíblia diz que ela será trágica, mas real. [...]

Qual a relação entre "o tempo da ira de Deus" e a Tribulação?

Já que a Bíblia usa muitos termos para descrever uma variedade de atividades associadas ao julgamento de Deus durante a Tribulação, e já que "Tribulação" e "ira de Deus" às vezes são usadas para referir-se ao mesmo período de tempo (i.e., a Tribulação de sete anos), conclui-se que o tempo da ira de Deus acontece durante a Tribulação.

A base bíblica para essa conclusão pode ser oferecida da seguinte maneira: Deuteronômio 4.30 descreve esse período do fim dos tempos como tempo de tribulação. Sofonias 1.15 chama o mesmo dia "de alvoroço e desolação" (i.e., tribulação) e de "dia da ira". Os autores do Novo Testamento tomam esse termo do Antigo Testamento e usam-no como característica geral do que denominamos de período de sete anos da Tribulação, já que é um tempo em que a ira acumulada de Deus é liberada sobre a história humana e traz retribuição a um mundo que rejeitou a Cristo, mundo que será motivado por Satanás a perseguir crentes e judeus (Romanos 2.5; 5.9; Colossenses 3.6; Apocalipse 14.10, 19; 15.1,7; 16.1,19; 19.15).

Por exemplo, Romanos 2.5 diz: "Mas, segundo a tua dureza e coração impenitente, acumulas contra ti mesmo ira para o dia da ira e da revelação do justo juízo de Deus".

Portanto, vemos que a Bíblia diz que o que acontece com a humanidade na Tribulação será motivado pela ira de Deus, que está se acumulando durante a atual era da graça. [...]

Qual a relação entre "o tempo de angústia para Jacó" e a Tribulação?

A frase "tempo de angústia para Jacó" vem da profecia encontrada em Jeremias 30.5-7: "Assim diz o Senhor: Ouvimos uma voz de tremor e de temor e não de paz. Perguntai, pois, e vede, se acaso, um homem tem dores de parto. Por que vejo, pois, a cada homem com as mãos na cintura, como a que está dando à luz? E por que se tornaram pálidos todos os rostos? Ah! Que é grande aquele dia, e não há outro semelhante! É tempo de angústia para Jacó; ele, porém, será livre dela".
 
Nessa passagem o profeta Jeremias fala de um tempo ainda futuro quando grande angústia ou tribulação virá sobre todo o Israel, que é simbolicamente denominado de "Jacó". Esse tempo é a Tribulação futura, ou um evento passado? É melhor interpretar esse tempo de angústia como algo que ainda é futuro para Israel - um tempo conhecido como a septuagésima semana de Daniel ou a Tribulação. O expositor bíblico e estudioso de profecia Dr. Charles H. Dyer escreve sobre essa passagem e seu significado:

A que "tempo de angústia" Jeremias está se referindo? Alguns acham que ele está indicando a derrota de Judá pela Babilônia ou a derrota posterior da Babilônia pela Medo-Pérsia. Mas, em ambos esses períodos o Reino do Norte, Israel, não foi afetado. Ele já tinha sido levado ao cativeiro (em 722 a.C.). Uma solução melhor é que Jeremias está referindo-se a um período de tribulação futuro quando o remanescente de Israel e Judá sofrerá uma perseguição incomparável (Daniel 9.27; 12.1; Mateus 24.15-22). O período terminará quando Cristo aparecer para resgatar os Seus eleitos (Romanos 11.26) e estabelecer Seu reino (Mateus 24.30-31; 25.31-46; Apocalipse 19.11-21; 20.4-6).[1]

Portanto, o tempo de angústia para Jacó enfatiza o aspecto da Tribulação futura que expressa a dificuldade pela qual os judeus ou descendentes de Jacó passarão durante esse período. [...]

Por que a Tribulação é Importante?

A Tribulação é importante para os crentes hoje por várias razões. Em primeiro lugar, o estudo da Palavra de Deus é sempre importante, e deve ser feito com cuidado. Independentemente do tipo de passagens estudadas, sejam sobre aliança ou cronologia, poesia, parábola, ou profecia, todas devem ser estudadas e aplicadas diligentemente. "Toda Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda a boa obra" (2 Timóteo 3.16-17). A Tribulação é importante porque é ensinada na Bíblia.

Em segundo lugar, a Tribulação é importante porque, de certa forma, Satanás é desmascarado e vemos suas verdadeiras intenções e motivações. Essa compreensão do seu plano, se aplicada corretamente, pode ajudar o crente hoje na batalha espiritual.

Por exemplo, vemos que durante a Tribulação, Satanás usa a religião como um caminho falso e enganador. Isso é uma advertência para nós hoje.

Em terceiro lugar, a Tribulação é importante para nós porque grande parte do que vemos hoje e vimos no passado é uma preparação para o que virá. Por exemplo, o impulso atual para a globalização não pode surpreender aqueles que estão cientes do que a Bíblia ensina sobre o futuro. Porque nosso Deus Soberano ordenou anteriormente esses eventos, devemos nos confortar com o fato de que Ele está no controle. Esse tempo futuro de intensa maldade é a manifestação máxima da natureza pecaminosa da humanidade conjugada ao plano rebelde de Satanás. Mas ambos serão levados a julgamento por parte de um Deus justo e onipotente.

Conclusão

A história humana está cheia de tragédias e desespero pessoal, nacional e internacional. Em cada século, em cada império e em cada era houve manifestações do pecado original, da queda e da atividade satânica. As passagens da profecia bíblica (e outras passagens da Bíblia) ensinam claramente que o futuro trará um período específico de trauma e de tragédia extremos, durante o qual o terror e a tribulação serão intensos e internacionais. Essa era durará sete anos e, depois da batalha de Armagedom, culminará na Segunda Vinda do Senhor Jesus Cristo para estabelecer Seu reino milenar na terra. Nós acreditamos que essa era de Tribulação, cheia de destruição e perseguição, acontecerá depois do Arrebatamento da Igreja. Isto, porém, não isenta os crentes de hoje das suas responsabilidade diárias, do evangelismo, do discipulado e da vida santificada. A tribulação é certa, mas a vitória também é. Com relação à Tribulação, não devemos nos preocupar em como será a vida naqueles dias, mas sim, em como está a nossa vida hoje em dia. "Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, e sim como sábios, remindo o tempo, porque os dias são maus" (Efésios 5.15-16). 




quarta-feira, 18 de maio de 2011

A Vitória de Ana

corinhos de fogo 10

ALICE MACIEL - DIGA AO POVO QUE MARCHE

ALICE MACIEL - LABAREDA DE FOGO

ALICE MACIEL - BARREIRA/BATALHA

Alice Maciel O Varão de Branco

ALICE MACIEL - SAI DA CAVERNA

O Milagre Alice Maciel

FOI NA CRUZ

Hino 15 - Conversão.wmv

Hino Cristão: Deus Velará por Ti - Interpretação: J. Neto

Hino 04 - Deus velará por tí.wmv

Hino 04 - Deus velará por tí.wmv

Harpa Cristã - A Mensagem da Cruz ( 291 )

HARPA CRISTÃ HINO *QUÃO GRANDE ÉS TU*

Porque Ele Vive (Harpa Cristã) - Leandro André

HARPA CRISTÃ HINO *187-MAIS PERTO QUERO ESTAR*

2012 J NETO O REI ESTÁ VOLTANDO /The king is returning

Gloria, te darei a gloria - Lucas souza

Ministério Toque No Altar - Abro Mão

PERTO QUERO ESTAR

Toque no Altar - Não vou desistir

TOQUE NO ALTAR / BENDITO SERA

Olha pra mim - Toque no Altar

Restitui - Toque no Altar

Restitui - Toque no Altar

Toque no altar - Deus de promessas ( COM LETRA )

Toque no altar - Deus de promessas ( COM LETRA )

Toque no altar - Deus de promessas ( COM LETRA )

segunda-feira, 16 de maio de 2011

HOMOFOBIA NÃO É CRIME, É RESPEITO A MORAL E OS VALORES DE DEUS -

 
"PROJETO DE DEUS"
A família está no coração de Deus
Temos visto os esforços empreendidos por diversos segmentos da sociedade para defender os interesses da família, da moral e dos bons costumes, mas cada vez que nos direcionamos para essas finalidades parece que encontramos abismos a cada trilha, que tentam nos impedir e fazer desistir daquilo em que acreditamos e defendemos.
Pela primeira vez na história da igreja “cristã”, se vê e se ouve falar a mesma língua na busca dos mesmos interesses, sem que necessariamente essas mesmas opiniões se relacionem na busca de um movimento ecumênico na igreja. O que está em jogo neste momento delicado e crítico na atualidade são os interesses de uma sociedade justa, merecedora de respeito e de nossa atenção na preservação dos valores: moral-éticos-sociais e religiosos.
DIGA NÃO A ESSA PRÁTICA!
A família é a base da sociedade, é o lastro de sustestação de uma “prole”, é o formato perfeito da vontade de Deus para o enquadramento de sua continuidade exemplar e eficaz.
Podemos classificar a sociedade em sua gênese em breves palavras:

“Homem e Mulher forma um casal(Macho e Fêmea) - Casal forma uma família - Família forma uma Sociedade”
Esse princípio acima, simples e eficiente não pode ser alcançado por uma “família” composta por indivíduos do mesmo sexo, mas a grande faceta desta “anedota” é que,  para maquiar ou mascarar essas verdades, usam de métodos de comoção social, como por ex: a adoção de filhos trazendo uma falsa realidade, não só de família, mas de pessoas comprometidas com o papel social que se preocupa com crianças abandonadas, expressando amor, compaixão...! E o mais incrível que possa parecer há aqueles que concordam com tais práticas.
Poderíamos aqui citar uma imensidão de conteúdos a cerca da família tomando como base conhecimentos laborais-cognitivos e científicos, tais como: Filsofia, Sociologia, Antropologia, Psicologia, entre outros para esclarecer, “não defender” os princípios fundamentais da família, desde a sua “origem”, seja do ponto de vista  “EVOLUCIONISTA” ou “CRIACIONISTA”, que aqui não é o caso em questão. Daí entendemos que, o que querem fazer é deturpar, contrariar, tudo que é verdadeiro, tudo que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor nisso pensai.(Fl. 4:8).
Teríamos aqui, um enorme conteúdo de críticas, constestações, informações a serem abordadas sobre esse assunto.
Porém, mesmo a favor de todos os envolvidos na defesa dos interesses da moral e dos bons constumes, quero ressaltar um fator que considero de extrema importância, e ao mesmo tempo, chamo a atenção da Igreja de Cristo:
Temos que lutar, contestar, não aceitar nada de graça e nem com facilidades; a igreja é composta por soldados, guerreiros da fé e não temos que nos render a esse sistema diabólico que impera. (E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. Rm. 12:2).
Porque as armas da nossa milíca não são carnais mas, sim poderosas em Deus, para destruição das fortalezas, destruindo os conselhos e toda altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo entendimento, à obediência de Cristo, e estando prontos para vingar toda desobediência, quando for cumprida a vossa obediência. (II Co. 10:4-6). É por isso amados, que não temos que esperar só dos líderes religiosos-pastores-padres, mas toda igreja tem que estar envolvida nesse processo de luta, pois é uma guerra espiritual manifestada no plano físico, embora saibamos que estas coisas estão previstas para acontecer, pois é o tempo da apostasia, é o mistério da injustiça (iniquidade) que  opera, portanto amados irmãos, soldados de Cristo, vamos lutar, vamos ser participantes dessa grande “peleja”, “pois se o soldado morrer, morre no campo de batalha, se viver, vive no campo de batalha, mas morrendo ou vivendo, somos sempre eternos vencedores”. (Porque, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. De sorte que, ou vivamos ou morramos, somos do Senhor. Rm. 14:8) (Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho. Fl. 1:21).
Estejamos sempre alertas e vigilantes, oremos sem cessar em todo o tempo, temos que estar preparados para a vinda do Senhor que levará Sua igreja; o Noivo virá “buscar” sua “noiva”, e ela não estará de qualquer jeito, mas sim ataviada, adornada, preparada e prudente com óleo em suas lamparinas.
Que o Deus de compaixão e de misericórdia, olhe para nós com insondável amor e mostre a esta Nação e a todas as Nações da terra que só “Ele é Deus e Senhor”.
E “ai” daquele que se opôr a Esse Deus!
Que o Eterno derrame sobre sua vida as mais ricas e poderosas bênçãos.
Unidos sempre nos laços do calvário.
Do seu servo em Cristo.
Pedro Vieira Júnior

       Pastor Presidente: Igreja de Cristo Nova Aliança - Distrito Pastoral de Ilhéus – Bahia   Contador - Bel. Em Teologia





A família brasileira entre o STF e o Senado Federal

Por Genivaldo Tavares de Melo
Já falamos muito sobre o assunto em outras ocasiões, e felizmente ou graças a Deus, a absurda proposta em que se pretende criminalizar a homofobia e conceder privilégios aos gays, como troca de afetividade em locais públicos, foi vencida. 
Até entendo a posição do Supremo Tribunal Federal, o que fiquei sem entender foi quando um dos ministros, em defesa dos interesses do movimento gay, disse que eles também tinham o direito de constituir família. Constituir família é pelo principio da criação, um ato de amor entre duas pessoas criadas por Deus, MACHO e FÊMEA, um homem e uma mulher. Isto não foi uma propositura filosófica, mas de Deus, declarado no livro de Gênesis 2.18-25. 
O movimento gay ganhou outros direitos em tribunais de menor instância, alguns compreensiveis. Se duas pessoas vivem sob um mesmo teto, não estamos falando de sexo, essas duas pessoas produzem riquezas em comum, isto envolve compartilhamento de interesses comuns, inclusive, partilha de bens entre outros. 
O que se pretende com o PL 122 é muito mais que isto, querem liberdade total em qualquer ambiente para troca de carícias, delicadamente chamada de manifestação afetiva.
Lembram que a mídia mostrou dois homens se beijando na boca pela vitória no Supremo? Isto ainda é pouco. Se já achamos inconveniente e atentatório, principalmente em relação as crianças, mulher sentar no colo do namorado trocando carícias em público, o que falar da televisão? Luta-se tanto para evitar que as crianças caiam nas garras de pedófilos e o Brasil está criando um clima que atrairá as crianças indefesas em que elas ficarão perdidas na escolha da sua sexualidade. 
Com a aprovação do PL 122, não poderíamos dizer para estas indefesas crianças que esse comportamento é errado e nocivo, seríamos presos, antes de terminar o aconselhamento por crime de homofobia. Querem de toda maneira proteger o grupo gay de qualquer crítica e essa escolha do Supremo Tribunal para buscar seus direitos, foi um golpe de mestre. 
Se os parlamentares se descuidarem, o Supremo Tribunal exercerá o poder legislativo pois muitas decisões de tribunais acabam virando doutrina para que instâncias menores se apoiem nas suas decisões, mesmo que ferindo a Carta Magna do país, a nossa Constituição. Os advogados que o digam. Mesmo sem uma lei ordinária, as pessoas que se sentirem ofendidas entrarão via tribunal com reparação de "danos morais", sob o largo pretexto da homofobia. Isto é muito grave e o país caminha para essa via de mão única.
__________
Genivaldo Tavares de Melo, blog homônimo, 64 anos, é Contador e Pastor jubilado em 03/04/2011. Na cidade de São Paulo, durante 36 anos, pastoreou igrejas Assembleias de Deus - Ministério Belenzinho, no setor Lapa. O artigo foi publicado originalmento com o título "STF, Senado, PL 122 e a Vitória da Família".

Porque o PL 122/2006 é inconstitucional


Antes de fazer qualquer comentário, é importante frisar que uma coisa é criticar conduta, outra é discriminar pessoas. No Brasil, pode-se criticar o Presidente da República, o Judiciário, o Legislativo, os católicos, os evangélicos, mas, se criticamos a prática homossexual, logo somos rotulados de homofóbicos. Na verdade, o PL-122 é contra o artigo 5º da Constituição, porque o projeto de lei quer criminalizar a opinião, bem como a liberdade religiosa.



Vejamos alguns artigos deste PL:
 


Artigo 1º: Serão punidos na forma desta lei os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, procedência nacional, gênero, sexo, orientação sexual, identidade de gêneros.
Comentário: Eles tentam se escorar na questão de raça e religião para se beneficiar. O perigo do artigo 1º é a livre orientação sexual. Esta é a primeira porta para a pedofilia. É bom ressaltar que o homossexualismo é comportamental, ninguém nasce homossexual; este é um comportamento como tantos outros do ser humano.


Artigo 4º:Praticar o empregador, ou seu preposto, atos de dispensa direta ou indireta. Pena: reclusão de 2 a 5 anos.
Comentário: Não serão os pais que vão determinar a educação dos filhos — porque se os pais descobrirem que a babá dos seus filhos é homossexual, e eles não quiserem que seus filhos sejam orientados por um homossexual, poderão ir para a cadeia.

Artigo 8º-A: Impedir ou restringir a expressão e a manifestação de afetividade em locais públicos ou privados abertos ao público, em virtude das características previstas no artigo 1º desta lei. Pena: reclusão de dois a cinco anos.
Comentário: Isto significa dizer que se um pastor, ou padre, ou diretor de escola — que por questões de princípios — não queira que no pátio da igreja, ou escola haja manifestações de afetividade, irão para a cadeia.


Artigo 8º-B: Proibir a livre expressão e manifestação de afetividade do cidadão homossexual, bissexual ou transgênero, sendo estas expressões e manifestações permitidas aos demais cidadãos ou cidadãs. Pena: reclusão de dois a cinco anos.
Comentário: O princípio do comentário é o mesmo que o do anterior, com um agravante: a preferência agora é dos homossexuais; nós, míseros heterossexuais, podemos também ter direito à livre expressão, depois que é garantida aos homossexuais. O parágrafo do artigo que vamos comentar a seguir "constituiu efeito de condenação".

Artigo 16º, parágrafo 5ª: O disposto neste artigo envolve a prática de qualquer tipo de ação violenta, constrangedora, intimidatória ou vexatória, de ordem moral, ética, filosófica ou psicológica.
Comentário: Aqui está o ápice do absurdo: o que é ação constrangedora, intimidatória, de ordem moral, ética, filosófica e psicológica? Com este parágrafo a Bíblia vira um livro homofóbico, pois qualquer homossexual poderá reivindicar que se sente constrangido, intimidado pelos capítulos da Bíblia que condenam a prática homossexual. É a ditadura da minoria querendo colocar a mordaça na maioria. O Brasil é formado por 90% de cristãos. Não queremos impedir ou cercear ninguém que tenha a prática homossexual, mas não pode haver lei que impeça a liberdade de expressão e religiosa que são garantidas no Artigo 5º da Constituição brasileira. Para qualquer violência que se cometa contra o homossexual está prevista, em lei, reparação a ele; bem como assim está para os heterossexuais. A PL-122 não tem nada a ver com a defesa do homossexual, mas, sim, quer criminalizar os contrários à prática homossexual — e fazem isso escorados na questão do racismo e da religião.
Fonte:Associação Vitória em Cristo
Este conteúdo está autorizado para cópias desde que haja citação de fonte de origem, a Associação Vitória em Cristo. Reproduza-o informando que é permitido copiá-lo. Mantenha-se informado sobre o assunto: Pr. Silas Malafaia no Twitter.

Faça seu Pedido de Oração Aqui!

Postagens populares

VIU? TODO MUNDO VÊ - ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI



























LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Publicidade: