Deixe seu recado aqui:

sexta-feira, 1 de março de 2013

Artigo Comentado sobre Eventos Apocalípticos



ARTIGO COMENTADO

A RENÚNCIA DO PAPA BENTO XVI NOS REPORTA AS 

PROFECIAS DO APOCALIPSE?

1. BREVE RESUMO:
• O livro de apocalipse ou livro das Revelações tem em seu conteúdo duas formas de interpretação ou entendimento, o ALEGORISMO e o LITERALISMO, destacam também três Escolas ou métodos a: PRETERISTA – HISTÓRICA e FUTURISTA.
• Dentro dos conceitos acima exemplificados, será tomado como método de interpretação do título central deste artigo, a “Escola Futurista”.


SIGNIFICADO DE NOMES E SÍMBOLOS COMENTADOS NO LIVRO DE APOCALIPSE

BESTA Falso Profeta – Símbolo Sacerdotal – Líder Religioso
DRAGÃO Antiga Serpente do Éden
CABEÇAS Poder do Império – Concentrada nas Setes Colinas de Roma
CHIFRES Governadores – Líderes
DIADEMAS Coroas – Poder Político
MULHER / PROSTITUTA Grande Cidade – Grande Igreja Romana - Papado
7 MONTES OU COLINAS Aventino-Capitólio-Célio-Esquilino-Palatino-Quirinal-Viminal
ANIMAIS Império – Território 
LEÃO Império da Babilônia
URSO Império Medo/Persa
LEOPARDO Império da Grécia
ÁGUAS Povos – Multidões – Nações e Línguas
MAR Saída de Acontecimentos Políticos Caóticos
RIO Simboliza o Povo do Mundo
TERRA A Criação de Deus

2. NOTA:
• O Conteúdo deste estudo visa apenas orientar ao leitor, a buscar dentro das Sagradas Escrituras, as verdades que o Senhor tem para nós, e tem nos revelado. Medite, pondere, critique, duvide e determine, tirando suas próprias conclusões.
• (Toda “Escritura” divinamente inspirada é proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça, para que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente instruído para toda boa obra)2 Tm 3:16-17

OBS: Peça a Deus orientação para compreender e discernir o que estava oculto e que agora se revela!

Comentário Refutado: Apocalipse capítulo 13 e capítulo 17

A Besta que subiu do mar (Cap. 13)
O autor teve a visão da besta (homem político no clero), que surge do mar (acontecimentos políticos caóticos visto por todos), que tinha sete cabeças, ou seja: (Sete Colinas de comando político religioso) e dez chifres e sobre os chifres e não sobre as cabeças, dez diademas, que representa: (O grande poder político, a fonte de autoridade que o dragão a antiga serpente, delega à besta). A besta representa: (A uma encarnação político social do mal).
• E sobre as cabeças, um nome de blasfêmia. É o paradoxo cristão, é uma fala desrespeitosa que chamam o que é humano de “divino”, o que é mau de “bom” e o que é bom de “mau” (vers. 1).
E a besta que vi era semelhante ao leopardo, seus pés como de urso e sua boca como de leão, e o dragão deu-lhe o seu poder, e o seu trono, e grande poderio. 
• Aqui o autor vê um grande poder comparado aos Impérios: Leão=Babilônia / Urso=Medo-Pérsia / Leopardo=Grécia. Presume-se que, na realidade atual, os animais representam: (Leão a Inglaterra; Urso a Alemanha; Leopardo a França) Dn. 4:6 (Vers. 2) 
E vi uma de suas cabeças como “ferida de morte” e a sua “chaga mortal” foi “curada”, e toda a terra se maravilhou após a besta.
• Como vimos, cabeça quer dizer, um líder político religioso, que teve seu império tirado através de sua morte, mas a sua morte foi curada, ou seja, ressuscitou e tal feito foi visto por toda a terra, ou seja: (toda a criação), e ela se maravilhou com esse evento inacreditável. (vers. 3).
E adoraram o dragão (antiga serpente/satanás), que deu a besta o seu poder; e adoraram a besta, dizendo: “Quem é semelhante à besta? Quem poderá batalhar contra ela?”.
• Aqui fala das forças das trevas a dizer satanás, que foi responsável pelo grande feito, a cura da “ferida de morte” desse LÍDER RELIGIOSO, que ressurge do “abismo”, possuído pelo espírito satânico e não ressuscitado pelo espírito de Deus, conforme consta em (1 Tss 4:16-17). E quando o Espírito Santo for retirado da “terra”, será revelado o iníquo, o operador de todas essas coisas. (2 Tss 2:7-12) (vers. 4).
E foi lhe dado uma boca para proferir grandes coisas e blasfêmias; e deu-se-lhe poder para continuar por quarenta e dois meses. 
• Aqui fala de um período da metade de uma semana que quer dizer: que cada dia representa um(01)ano, portanto, sete(07) anos, e será dado o espírito do engano para enganar as Nações com blasfêmias, operações de sinais e grande poder por um período de 42 semanas ou, três anos e meio. (Dn 7:25; 9:27). (vers. 5).
E abriu a boca em blasfêmias contra Deus, para blasfemar do seu nome, e do seu tabernáculo, e dos que habitam no céu. 
E foi lhe permitido fazer guerra aos santos e vence-los: E deu-se-lhes poder sobre toda tribo, e língua, e nação.
• Constatamos nesse primeiro período de três anos e meio; este governo terá grande domínio sobre as Nações, onde operará muitos feitos extraordinários, levando todo o povo a seguir seus conceitos heréticos e blasfemos, embora já convencionados como verdadeiros e legais, será criada uma “Nova Ordem Mundial”, coordenada por dez(10) Nações (10 cabeças), que regerá todo sistema político e econômico Mundial, também será criada uma nova cultura religiosa denominada à “Igreja do Mundo”, onde suplantará e subjugará à Igreja Cristã fiel e verdadeira, àquela que segue o Cordeiro de Deus, e nessa nova ordem religiosa, os “santos”, serão perseguidos e vencidos sobre toda a terra, até que finalize esse período de 42 meses, e a igreja venha a ser arrebatada. (Dn 7:24-25; 9:27; 12:2) (vers. 5,6,7).

A queda de Babilônia: A visão da grande prostitua assentada sobre a Besta (Cap. 17)
E veio um dos sete anjos que tinham as sete taças e falou comigo, dizendo-me: Vem, mostrar-te-ei a condenação da grande prostituta que está assentada sobre muitas águas, com a qual se prostituíram os reis da terra; e os que habitam na terra se embebedaram com o vinho da sua prostituição.
• Como vimos na tabela de símbolos e nomes apocalípticos, a visão aqui descrita fala da condenação da igreja que está assentada sobre as 7 colinas de Roma, e também constituída em muitos lugares, cidades, nações, onde a igreja não deu exemplo de sua essência e natureza cristã, como vemos as advertências às igrejas da Ásia como exemplo o que fala a igreja de Pérgamo Ap 2:12-16 e Tiatira Ap 20:24 – se apostataram da fé e os seus líderes se prostituíram com a mentira, a idolatria, o pecado, juntamente com seus fiéis e todas que compartilham do vinho de sua prostituição. (vers. 1,2). 
E levou-me em espírito a um deserto, e vi uma mulher assentada sobre uma besta de cor escarlate, que estava cheia de nomes de blasfêmias e tinha sete cabeças e dez chifres.
A mulher estava vestida de púrpura e de escarlata, adornada com ouro, e pedras preciosas, e pérolas, e tinha na mão um cálice de ouro cheio das abominações e da imundícia da sua prostituição.
E, na sua testa, estava escrito o nome: MISTÉRIO, A GRANDE BABILÔNIA, A MÃE DAS PROSTITUIÇÕES E ABOMINAÇÕES DA TERRA.
E vi que a mulher estava embriagada do sangue dos santos e do sangue das testemunhas de Jesus. E, vendo-a eu, maravilhei-me com grande admiração.
E o anjo me disse: Porque te admiras? Eu te direi o mistério da mulher e da besta que a traz, a qual tem sete cabeças e dez chifres. (vers. 3 a 7).

• Estamos nos aproximando do tema central que pretendemos elucidar de forma mais clara possível, acerca de tudo que vimos até agora, se revelando cada vez mais. Na medida que vamos prosseguindo nas leituras do presente texto proposto neste estudo.
• A visão que é dada ao autor destas revelações começa a clarear o entendimento, onde podemos fazer a junção com os textos do capítulo 13, bem como, de forma análoga, compreendermos o que até então era difícil de assimilação.
• Quando a visão lhe é mostrada, fala da mulher (igreja Romana), assentada sobre uma besta (Falso Profeta/Símbolo Sacerdotal/Líder Religioso), estava cheio de nomes de blasfêmias, ou seja, se formos fazer uma visita no Templo da Basílica de São Pedro em Roma, vamos encontrar: Adereço de Necromancia – Maçonaria – Iluminattis – Vários deuses pagãos – inclusive o chapéu usado pelo Papa no formato da boca de um peixe, conhecido por “Mitra” é a figura fiel da boca de um peixe, que é um deus cultuado pelos Filisteus, bem como o desenho de uma concha na túnica que representa a deusa Afrodite e vários outros indícios pagãos e blasfemos e cultos às adorações aos ídolos e sua profanação, desviando das verdades de Cristo, tendo em vista que as vestimentas papais são vermelha escarlata, púrpura, ouro, símbolo de riquezas e soberania, as sete cabeças e dez chifres, simbolizam o poder do Império que apóia a prostitua (igreja).
• Babilônia também é identificada como Roma, comparada como a mãe da idolatria e suas maldades, essa igreja agora já identificada, ser-lhe-á dado poder para vencer os santos, os fiéis da fé cristã, da igreja genuína de Cristo, as verdadeiras testemunhas do Senhor Jesus e este tão grande poder nós veremos nos textos a seguir como será exercido na interpretação literal.
A besta que viste foi e já não é, e há de subir do abismo, e irá à perdição. E os que habitam na terra (cujos nomes não estão escritos no livro da vida, desde a fundação do mundo) se admirarão vendo a besta que era e já não é, mas que virá.
Aqui há sentido, que tem sabedoria. As sete cabeças são sete montes, sobre os quais a mulher está assentada.
E são também sete reis: cinco já caíram, e um existe; outro ainda não é vindo; e, quando vier, convém que dure um pouco de tempo.
E a besta, que era e já não é, é ela também o oitavo, e é dos sete, e vai à perdição.
E os dez chifres que vistes são dez reis, que ainda não receberam o reino, mas receberão o poder como reis por uma hora, juntamente com a besta.
Estes têm um mesmo intento e entregarão o seu poder e autoridade a besta. (vers. 8 a13).
• Agora vamos fechar esse enigma: A besta aqui, como já sabemos, é o líder sacerdotal que vamos agora identificá-lo como o papa da igreja católica que era e já não é, mas virá, ou seja, já morreu, porém irá subir do abismo, que quer dizer, subirá do túmulo de sua morte, e irá a perdição, fará grandes acontecimentos do mal, os que habitam na terra se admirarão vendo a besta, essa admiração será possível, em virtude que, na Basílica de São Pedro em Roma, a cripta de João Paulo II (IOANNES PAVLVS PAPA SECVNDO), é equipada por câmeras vigiada 24 horas ininterruptamente, sendo monitorada pela ONU - Organização das Nações Unidas, fato este que não existe com as criptas dos outros papas que ali se encontram, nos dando a razão crítica de entendermos que a alta cúpula do governo tem conhecimento dos fatos e aguardam a manifestação desse evento.

• As sete cabeças são os sete montes já classificados na tabela acima, sobre os quais o poder da igreja está localizado, e esses líderes tem o título de reis e por que não de sacerdotes? Porque no dia 11 de fevereiro de 1929, por meio do Tratado de São João de Latrão ou simplesmente Tratado de Latrão, que criou um novo estado, assinado pelo ditador fascista Benito Mussolini, então chefe do Governo italiano, e o cardeal Pietro Gasparri, secretário de Estado da Santa Sé. Este Tratado formalizou a existência do Estado do Vaticano (cidade do Vaticano), Estado soberano, neutro e inviolável, sob a autoridade do papa, e os privilégios de extraterritorialidade do palácio de Castelgandolfo e das três basílicas de São João de Latrão, Santa Maria Maior e São Paulo Extramuros. Daí essa soberania é comparada a de um rei. 


• E a partir desta data: 11/02/1929, que passa s ser contado o início do reinado papal, onde a profecia começa a contar a sucessão dos papas. Vamos a sucessão: São sete reis, ou seja, sete papas, cinco já caíram, uma (existe) e outro não é vindo sendo que cinco já caíram, não mais existe, ( Bento XV – Pio XI – Pio XII – João XXIII – João Paulo I – João Paulo II )outro ainda não é vindo; e, quando vier, convém que dure um pouco de tempo, aqui fala do papa João Paulo II, pois o seu reinado será por um tempo determinado do fim. 
• A besta que era e já não é, já falamos, retrata o papa João Paulo II que ressuscitará e quando voltar a reinar será o oitavo, pois o sétimo papa na atualidade é Bento XVI, que renunciou em 11 de Fevereiro de 2013, onde faz 84 anos a assinatura do tratado de Latrão, e o oitavo papa procede dos sete, que sucedeu o sexto, que o mesmo, será agora o oitavo, e vai a perdição propagar o mal. 
Os dez chifres são a Nova Ordem Mundial que dominarão a terra em dez blocos políticos e econômico mundial, que nesse mesmo seguimento, haverá a obrigação do implante do
 Bio-Chip Mondex, que conterá o número da besta 666.

• Finalizo esse breve estudo, de grande complexidade e de grande valor histórico e espiritual. Se você caro leitor quiser saber mais detalhadamente sobre este assunto entre em contato conosco através do site:www.portaldanovaalianca.blogspot.com.br - publique na Caixa de Recados sua opinião, crítica e discordância de tudo que vimos até aqui. Será um prazer em poder compartilhar com suas idéias.
Deus vos abençoe em Cristo Jesus.
Cordialmente:
Pr. Pedro Vieira Júnior
B.th/Lic.FETEV – FTSA
Bacharelando em Direito
Investigador de Polícia Civil

Faça seu Pedido de Oração Aqui!

Postagens populares

VIU? TODO MUNDO VÊ - ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI



























LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Publicidade: