Deixe seu recado aqui:

sábado, 14 de agosto de 2010

CRÔNICA DE UMA REUNIÃO ADMINISTRATIVA – TRATA-SE DE UMA FICÇÃO:

A verdadeira fé cristã tem se misturado com um conjunto de idéias e formas, que já fazem parte do contexto do culto e do governo da igreja. Ainda que um grupo ou pessoas queiram falar a respeito e tentar restaurar as verdades práticas da fé, será em vão, pois estes se tornarão como divisores de um chamado grupo igualitário. E o líder onde fica nessa questão? Alguns podem dizer que é delicado essa situação, pois o povo já se acostumou com essas regras, tomando para si como boas e verdadeiras, e agora fica difícil mudá-las de forma repentina, outros dirão: temos que ter cautela, pois a igreja tem um compromisso com o povo e nada poderá ser feito de qualquer jeito, mudando as regras que já estão estabelecidas, na verdade já fazem parte da visão do ministério. Um entre muitos diz: A responsabilidade da igreja não é o cuidado com seu povo, pois a igreja é o corpo de Cristo, e onde há um membro doente, não compete o outro cuidá-lo para que todo corpo não adoeça junto? E o primeiro compromisso do líder é com o dono da igreja, apregoando suas verdades, não desviando da sã doutrina? A dura cerviz, a intolerância, rebeldia e a altivez, não fazem parte de uma doença que se alastrou na igreja, que precisa ser reparada e cuidada? Aí todos dizem em uma só voz: Você parece está louco (me perdoe Deus pela palavra), mas essa sua idéia é de revolucionário, a igreja evoluiu junto com a sociedade ao longo da história, os velhos costumes bíblicos já são desusados, pois sabemos que algumas particularidades da Bíblia, retratava ao Panorama da época, e não tem nada com nossa realidade, sejamos conscientes e maduros, até porque "nossa igreja" é composta por médicos, advogados, contadores, funcionários públicos, empresários, comerciantes e trabalhadores das mais diversas áreas, todos aqui tem um ofício, uma profissão são dizimistas e ofertantes “assíduos” - grifos(fiéis), e se formos mudar o que já está estabelecido perderemos muitos membros e como ficará as contas da igreja, o salário do pastor, sabemos que as despesas do pastor não são poucas a diretoria bem sabe! Outro irmão fala: Amados, vejo da seguinte forma, Deus tem visto nossa necessidade e entende nossas intenções, que são as melhores possíveis, o alvo é Cristo não é mesmo? Então, não temos negado, temos servido e adorado, a igreja é feita por homens, administradas por eles, temos pregado a palavra e aqueles que precisam de um concerto com Deus, não precisa necessariamente o pastor exortá-lo diretamente, pois creio que o Espírito Santo no tempo oportuno o fará, onde acredito que Deus em sua Divina Misericórdia não deixará que essa alma se perca, pois um dia confessou a Jesus, e o grande amor de Deus não o deixará órfão. Portanto irmãos para finalizar minha parte nessa reunião, entendo assim: O pastor se compromete com o que Deus tem lhe incumbido na palavra e na administração da igreja, levando em conta que cada membro desta igreja tem sua maneira de entendimento, aceitação e fé, devemos respeitá-los, não quero dizer com isso que sou a favor de um culto ecumênico, muito pelo contrário, mas aceito a idéia que o Senhor nos conhece a ponto de nos aceitarmos com nossas debilidades e imperfeições, os irmãos estão entendendo o que quero dizer não é? Temos que zelar pelo nome da igreja, pois qualquer mudança radical agora poderá gerar um escândalo e não é isso que queremos, pois foi com muita luta que chegamos até aqui, os irmãos concordam? Amém.

Finalizo essa reunião com a seguinte conclusão:

Irmãos temos que romper com esse grupo religioso de prosélitos, judaizantes, fariseus, saduceus, zelotes, herodianos, ou até mesmo os chamados doutores da lei, e aqueles que querem fazer uma Reforma em cima da Reforma Protestante, já não basta essa grande          “COLCHA DE RETALHOS DOUTRINÁRIOS", que vemos em nossos dias, cada um pregando as suas verdades e suas doutrinas próprias, esquecendo-se do "Evangelho Pleno", vivo e restaurador, não julgador, precisamos abrir nossas bocas como “Atalaias de Deus”, para frear os erros doutrinários ensinado em nossas igrejas, somos os “UNGIDOS DE DEUS” temos sim essa autoridade diante do Altíssimo, pois Ele nos chamou como Nação santa, geração eleita, povo adquirido para restabelercemos a TEOLOGIA DA RESTAURAÇÃO, a teologia do evangelho de Cristo, onde todos são chamados para o “IDE” e não para o  “VINDE”.



Eu, você e todos em nossa volta, somos responsáveis, sabe porque? Por que, Deus te deu esse entendimento de ver as coisas de maneira mais clara e ampla, onde você se pergunta as vezes: Senhor, será que eu estou pensando de mais, exigindo muito, ou até mesmo  julgando o que já está feito? Não amados, o que tens visto é o pulsar do coração de Deus em sua vida para que você faça a diferença nessa história que Ele quer que faças parte.

Espero que tenha gostado e se quiser comentar a respeito será um prazer conhecer seu comentário. Deus te abençoe ricamente.
Cordialmente:
Do seu servo em Cristo.
Autor: Pr. Pedro Vieira


Nenhum comentário:

Faça seu Pedido de Oração Aqui!

Postagens populares

VIU? TODO MUNDO VÊ - ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI



























LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Publicidade: